21 de mar de 2016

DICA | Um pouco sobre arte por Francisco Mascarenhas.




Nada seria mais gratificante do que escrever meu primeiro post sobre essa maravilha que se encontra nas terras mineiras. 

O Centro de Arte Contemporânea Inhotim, situado na cidade de Brumadinho em Minas Gerais, é hoje um dos principais acervos de arte contemporânea do mundo, além de contar com uma coleção botânica de espécies raras que também podem ser encontradas em diferentes continentes o parque abriga um complexo museológico seguido por galerias e pavilhões que expõe das mais diversas formas de artes ja vistas. 

O museu trouxe para a cidade de Brumadinho e suas imediação um grande aumento na demanda turística de Minas Gerais. O estado já era muito visitado por conta de cidades como Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, São João Del Rei e Sabará que são cidades históricas também conhecidas mundialmente e que, com a chegada do Inhotim no circuito cultural mineiro, vem sendo cada vez mais alvo de turistas curiosos em conhecer um pouco mais da nossa historia.


O Inhotim é um parque a céu aberto que expõe suas obras de arte de diversas formas. Andando pelo circuito disposto no mapa entregue ao visitante na entrada principal, nos deparamos com elementos artísticos em todos os cantos, sejam eles obras pequenas situadas nos jardins ou no conjunto de galerias que encontramos espalhadas pelo parque. 

Atualmente são um total de 23 galerias de 23 artistas diferentes formando um conjunto de obras de "cair o queixo". Nem todas as galerias existentes no complexo do parque são permanentes, algumas delas já foram trocadas e outras novas inauguradas. 


Já tendo visitado o parque posso dar como dica, para aqueles que ainda pretendem vir conhecer, algumas das minhas galerias favoritas. São elas:
  • Galeria Adriana Varejão (G7)
  • Doug Aitken (G10)
  • Matthew Barney (G12)
  • Valeska Soares (G14) 
  • Galeria Miguel Rio Branco (G16)
  • Cristina Iglesias (G19)
  • Galeria Lygia Pape (G20)
  • Galeria Psicoativa Tunga (G21)
  • Galeria Claudia Andujar (G23)
Marquei em negrito as minhas galerias favoritas das favoritas. Ficam como dica para quem for visitar o parque um dia. Vale lembrar que essa opinião é particular minha, tente visitar o máximo que você conseguir porque você pode gostar mais de outras galerias do que eu! 




As fotos anexadas na postagem são todas do meu próprio acervo pessoal. Como já disse mais acima, estive no parque algumas vezes e tenho um grande número de fotografias do local. 

Acho interessante alertar que mesmo ja tendo feito várias visitas não consegui conhecer todas as obras expostas no parque, mesmo porque o Inhotim está situado numa área de 140 hectares, o que é um tanto quanto grande quando se faz os percursos a pé. (Existe a possibilidade de alugar um carrinho ou adquirir um ticket de transporte dentro do Inhotim mas eu prefiro fazer tudo andando). 

Vou deixar algumas dicas para a primeira visita. Vamos lá: 
  • O uso de uma roupa bem confortável junto a um tênis para caminhada.
  • Chegue bem cedo para poder aproveitar ao máximo o dia de passeio.
  • Levar uma garrafinha d'água e um lanchinho para as refeições intermediárias ao almoço (vale lembrar que tem alguns restaurantes lá dentro para almoçar e a comida é bem gostosa).
  • Celulares e câmeras fotográficas são sempre bem vindos, desde que sigam as regras de dentro do parque. 
  • Não esqueçam o protetor solar.






Bom, no mais espero que venham para a minha terra conhecer um pouco dessas maravilhas que temos por aqui. Espero também que tenham gostado e estou a disposição para conversarmos sobre o assunto. 

Até mais! 

 


Blog It Boy, 2016 - Todos os direitos reservados.